Professor egípcio aplica punição física em crianças




Recebi este vídeo por email, com o título "Educação em países árabes". 

Não acredito ser verdade o título (genérico demais!), apenas notei que existem mulheres usando burka e uma pequena platéia achando graça das crianças que estão mais em pânico. Deduzi com essas risadas ao fundo, ser esse ritual algo comum nas escolas desse local, algo da cultura deles, fazerem as crianças aprenderem a não errar, associando tarefas mal feitas à sofrerem castigos em grupo com dor e choro. Interessante, ainda, é que os pouquíssimos que não levaram reguadas não foram elogiados.

Minha intenção não é deixar ninguém revoltado ou triste, mas como o vídeo me deixou intrigado e não achei nenhum vídeo no Youtube ou informação na internet, então postei ele no meu canal do Youtube e coloco ele aqui no blog com a única intenção de trazer luz a isso que a gente assisitiu (usei "isso" por falta de nome melhor).

Caso alguém possa esclarecer alguma de minhas dúvidas, comente aí por favor.

Enviei, também, essas dúvidas por email a várias embaixadas, comunidades árabes e estou aguardando resposta, pois nem sei se o idioma que estão falando é realmente árabe e estou buscando pistas a partir do que recebi.

Perguntas:

1 - este vídeo é de qual país? Egito; cidade
de Kafr El-Deeb; centro de juventude da cidade (creche); o professor se chama M. A.; espancamento em escola é proibido no Egito; o professor foi identificado e julgado; pelo que entendi (Google tradutor) ele foi absolvido.
2 - qual o assunto (tarefa, dever) que está sendo corrigido?
3 - por que as meninas apanham mais que os meninos e são puxadas 
     para baixo pelos cabelos?
4 - qual a razão pedagógica (teórica) por trás disso? Pelos vídeos que vi no Youtube alguns pais da cidade (e nos comentários) estavam apoiando o professor; pode isso? Era previsível pois o professor não estava escondido e duas mulheres assistiam a tudo, fora a platéia risonha que não aparece.

5 - qual ano esse  vídeo foi feito? Maio 2011
6- alguém poderia traduzir as falas para eu poder legendar o vídeo?

Fontes das respostas às perguntas:

كشف هوية المدرّس الشرس الذي ضرب 25 طفلاً في حضانة مصرية صحيفة عاجل الإلكترونية (reportagem)
كشف هوية المدرّس الشرس الذي ضرب 25 طفلاً في حضانة مصرية (reportagem)
متهم بالإيذاء البدني لأطفال الحضانة  (artigo do alarabiya- resultado do julgamento)


==========

Procurando por respostas, descobri que bater em alunos de todas as idades é comum atualmente por esse mundo e achei uma lista de reprodução com mais 80 vídeos sobre punições corporais em escolas, principalmente na Ásia. 

Aparecem desde tapas na cara, socos na testa, chute, varadas no corpo, varadas no traseiro, varadas nos pés descalços e braços, chineladas nas costas, torturas, chicotadas até queimadura e outras coisas tristes. 

Alguns países onde foram observadas punições físicas: Coréia, Coréia do Sul, Sudão, Paquistão, Síria, Irã, Iraque, India, Emirados Árabes, Tailândia.

Para assistir aos 80 vídeos, clique na figura abaixo:



10 comentários:

  1. Eu não lhe sei responder as perguntas mas digo uma coisa, quem estava a filmar devia de levar pior tratamento que as crianças só por se ir daquilo, e o que estava a bater devia de amarar a uma cadeira dar um pau para cada um dos que levou e as crianças lhe baterem também para ele ver quanto aquilo doí!
    É triste saber que existam coisas assim neste mundo!

    ResponderExcluir
  2. há já me esquecia, mas a questão de 30 anos atrás cá em Portugal era igual e não era só na correcção da tarefa mas sim também quando a professora perguntava e os alunos não sabiam!!!
    Por isso aqui neste vídeo não deve mostra metade de como as crianças devem ser tratadas lá!!!

    ResponderExcluir
  3. Olá, triste! Fiquei chocada com tal condição de ensinar alunos. Há muito tempo li em uma revista a volta da vara de marmelo ou até mesmo a cinta que suspende a calça ser utilizada nas escolas das vilas ou cidades pequenas da Inglaterra. Fiquei estarrecida com isto. Nunca apanhei de meus pais. Mas meu pai (falecido) muito passou por isto em casa. Meu falecido avô que não conheci, batia neles (filhos) amarrados na cama e recolhia qualquer $$$ que ganhassem. Ele, meu pai, queria fazer o mesmo conosco, mas minha mãe deu o grito da independência, porque ela não foi criada assim.
    Mesmo não tendo apanhado na escola ou em casa. Odeio quem faz isto. Sou totalmente contra a esta forma de punição a uma ser indefeso, crianças, velhos deficientes e até animais. Acho isto convardia. Onde está a evolução do ser vivo e racional? Na violência de quem sabe mais bati em que sabe menos? Dúvido que ele saiba tanto assim e que ele tenha corrigido ou ele só olhou por cima e disse para todos está errado só para bater e ser o chefe diante de quem filma e vê?
    Estou estarecida, decepcionada e triste. Fico nervosa de tremer as mãos diante de tal situação. A imagem não sai da minha cabeça.
    E tem gente que quer que isto volte as escolas. Já ouvi de colegas, quando reclamam de um aluno sem saber o que passam em casa. " Este devia tomar uma surra bem dada de pau". Entre outras coisa, você deve imaginar?
    Sem mais palavras. :/

    ResponderExcluir
  4. Uma coisa aterrorizante, ele parece satisfazer o desejo de assustar e mostrar seu poder para essas crianças desamparadas ... Deviam jogar ele armado com a régua numa jaula com monte de cães e filmar também .. não tenho palavras para descrever um monstro deste ... me deu vontade de ir lá e dar um monte de reguadas na fuça dele ! As crianças merecem receber todo respeito ... muito amor e carinho .

    ResponderExcluir
  5. Não me parece que tenha havido violência com os alunos. O professor deu uma reguada sentado e por isso a força não seria muita. No meu tempo (30 anos atrás) vi situações de tortura que não quero relembrar. Muitas reguadas dadas de pé com toda a força e os alunos a torcerem-se. Os alunos eram levantados pela cabeça, os estalos deixavam marcas, havia pontapés. Aqui não. Até concordo que uma reguada dada naqueles termos só faz bem porque evita a indisciplina e o mau comportamento que só prejudica. Não me importo que os professores dos meus filhos procedam assim e não há quem lhes queira melhor nem quem tenha ficado mais traumatizada com as reguadas do que eu. Com as meninas acho que o professor não agiu bem.

    ResponderExcluir
  6. é Terersa pq vc não manda um filho seu pra estudar com ele...afinal vc deve ser cega ou totalmente sem sentimentos...será q vc não viu os rostos das crianças....o pavor e desespero delas...coitados de seus filhos se é q vc tem algum...pq isso não é uma atitude de mãe...nem mesmo um animal fica inerte ao ver sua cria sendo ameaçada ou até mesmo agredida...e o pior... o q me deixa mais triste e indignada é que existe varias "Teresas" por ai.... muito lamentável isso....

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...